Os escritores

A VIII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco trará vários escritores brasileiros e estrangeiros para participar do evento. Entre os autores estrangeiros, estão vindo à Bienal através de parceria com o Instituto Cervantes – Recife: Flavia Company, Germán Gullón e Bernardo Gutiérrez.

Os nomes serão constantemente atualizados e divulgados aqui no site, no nosso Twitter e também na nossa página do Facebook.

Confiram alguns nomes logo abaixo:

Aderaldo Luciano

É doutor em Ciência da Literatura, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, professor, poeta, escritor e músico trabalhando com os conceitos fundamentais da poética do cordel.Autor de O Auto de Zé Limeira, responde pelo editorial da Editora Luzeiro, de São Paulo, especializada em cordel.

*****

Allan da Rosa


Escritor, editor, pedagogo, autor de “Vão” (poesia, Edições Toró, 2005), “Zagaia” (romance versado, infanto-juvenil, Editora DCL, 2007) e “Da Cabula” (Global, 2008). É um dos coordenadores das Edições Toró.

Participa de painel sobre editores independentes.

Site: www.edicoestoro.net

*****

Anco Márcio Tenório

Doutor em Literatura Brasileira, é professor do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPE e editor da revista Investigações, do mesmo Programa de Pós-Graduação em Letras. Tem trabalhos publicados na Revista USP, Ciência & Trópico, Luso-Brazilian Review, Estudos Portugueses, Cultura Vozes, Encontro, Cadernos Daimon, entre outros periódicos do Brasil e do exterior. Colaborou, como verbetista, na BIBLOS — Enciclopédia VERBO das literaturas de língua portuguesa (Coimbra, 1999, v. 3; 2001, v. 4; e 2004, v. 5). É autor de Luiz Marinho: o sábado que não entardece (FCCR, 2004) e Adultérios, biombos e demônios (ensaios sobre literatura, teatro e cinema)(PPGL, 2009). Na Bienal terá uma mesa sobre as crônicas de Carneiro Vilella.

*****

Antonio Prata

Escritor e roteirista paulista, autor de “Meio Intelectual, Meio de Esquerda” (Ed. 34, 2010), “Adulterado” (Moderna, 2009), coletânea de crônicas para adolescentes publicadas na revista Capricho, e de “O inferno atrás da pia” (Objetiva, 2004). Como roteirista, escreveu para novelas e seriados da Globo, HBO, MTV e Multishow.

Site: www.antonioprata.folha.blog.uol.com.br

*****

Berimba de Jesus


Poeta, comunicador e educador paulista. Fundou e edita o coletivo Poesia Maloqueirista: www.poesiamaloqueirista.blogspot.com. É autor dos livros “Feito à mão” (2006), “Apanágio” (2007), “Encarna” (2008) e “Multivío” (2010).

Participa do painel “Maloqueiros, poetas, marginais e etc. e tais”, sábado, 2 de outubro, às 17h, no Círculo das Ideias.

Site: www.berimbadejesus.blogspot.com

*****

Bernardo Gutiérrez


Jornalista e fotógrafo espanhol, já atuou em veículos como National Geographic, El País, La Repubblica (Itáilia), Expresso (Portugal), Esquire e Playboy. Morou no Rio de Janeiro e em Belém entre 2004 e 2008, e agora está de volta ao Brasil, em São Paulo.

Bernardo Gutiérrez vem à Bienal de Pernambuco através da parceria do evento com o Instituto Cervantes – Recife.

Vem lançar o livro “Calle Amazonas”, um relato de viagem que mostra o contraste entre a beleza natural e a desigualdade social entre Belém e Manaus.

Site: www.bernardogutierrez.es

*****

Carola Saavedra


Chilena que mora no Brasil desde criança, a escritora estreou com o livro de contos “Do lado de fora”, em 2005, pela editora 7Letras. É autora de “Flores azuis” (2008), vencedor do prêmio APCA,  e “Paisagem com dromedário” (2010), finalista do prêmio São Paulo deste ano. Ambos pela Companhia das Letras.

Participa do painel sobre “Literatura, identidade, memória e transculturalismo”.

Site: carolasaavedra.wordpress.com

*****

Cláudia Felício

Autora dos livros “Tudo sobre meninas… para meninas” (2004), distribuído em vários países da América Latina, “Tudo sobre meninas… para meninos” (2005) e “Tudo sobre meninos… para meninas” (2006), todos pela editora Planeta do Brasil. Colunista da revista Yes! Teen e do site Feminice.

Site: www.claudiafelicio.com.br

*****

Cristhiano Aguiar


Cristhiano Aguiar é escritor, crítico literário, professor e editor. Autor de “Ao lado do muro” (2006), publicou contos e ensaios em suplementos, revistas e coletâneas (Crispim, Eita, Tatuí, Pernambuco, Continente). Vencedor do concurso de contos Osman Lins (2007), é mestre em Teoria da Literatura pela UFPE.

Site: www.notape.com.br/cristhianoaguiar

*****

Duda Teixeira


Jornalista e escritor, Duda Teixeira é repórter da revista Veja. Em coautoria com Leandro Narloch, outra atração confirmada desta Bienal, escreveu o “Guia Politicamente Incorreto da América Latina” (2011).

Também é autor de “O calcanhar de Aquiles” (2007) e trabalhou em publicações como Almanaque Abril, Istoé Dinheiro, Saúde! e Superinteressante.

*****

Eliane Brum

Jornalista e escritora gaúcha, autora de “Coluna Prestes: O Avesso da Lenda” (Artes e Ofícios, 1994), “A Vida que Ninguém Vê” (Arquipélago, 2006) e “O Olho da Rua – Uma Repórter em Busca da Literatura da Vida Real” (Globo, 2008).

Está lançando seu primeiro romance, “Uma duas” (Leya, 2011).

Site: www.vidabreve.com/author/elianebrum

*****

Eucanaã Ferraz

Poeta carioca, professor de literatura na UFRJ, autor de “Desassombro” (7Letras, 2002), obra vencedora do prêmio Alphonsus de Guimaraens da Fundação Biblioteca Nacional, e de “Cinemateca” (Companhia das Letras, 2008). É editor da revista on line Errática (www.erratica.com.br).

Participa do painel “Poesia, essa estranha conhecida”.

Site: www.eucanaaferraz.com.br

*****

Flávia Company

Flavia Company, uma das mais criativas e cativantes escritoras de língua espanhola, nasceu em Buenos Aires em 1963 e reside na Espanha desde os dez anos de idade. Vem lançar o livro de contos Com a corda no pescoço, pela Editora Cubzac (2011).

Flavia é autora de extensa obra narrativa, incluindo romances, contos e histórias infantis. Sua obra tem sido traduzida na França, Holanda, Brasil, Polônia, Alemanha, Portugal, Itália e Estados Unidos. É graduada em Filosofia Hispânica, tradutora, jornalista e professora. É crítica literária em suplementos como Babelia e colabora com o Página/12.

Em 2007, Flavia lançou o romance A metade sombria, também pela Cubzac. Seu romance mais recente é “La isla de la ultima verdad”, história de suspense em uma ilha deserta.

Flávia Company vem à Bienal de Pernambuco através da parceria do evento com o Instituto Cervantes – Recife.

Na Bienal, Flavia terá participação em dois momentos: no Círculo das Ideias, dia 29, às 20h, debate com o tema “O que nos move à literatura”, e no Café Literário, dia 30, às 18h, quando lançará seu livro.

Site: www.fcompany.blogspot.com

*****

Germán Gullón


Autor de centenas de artigos e resenhas, conferencista internacional de literatura espanhola. Entre seus livros, estão “La modernidad silenciada” (2006) e “Una Venus mutilada – La critica literaria en la España actual” (2008).

Germán Gullón vem à Bienal de Pernambuco através da parceria do evento com o Instituto Cervantes – Recife.

Fará palestra sobre o panorama atual do romance espanhol. E vem lançar no Brasil seu último livro, “El sexto sentido – La lectura en la era digital”.

Site: www.germangullon.com

*****

Graça Graúna


Potiguara do Rio Grande do Norte, Graça Graúna é membro do grupo Escritores Indígenas e educadora universitária na área de Literatura e Direitos Humanos. Autora de “Canto Mestizo” (1999), “Tessituras da Terra” (2001) e “Tear da palavra” (2007), todos de poesia, tem participação em antologias e suplementos literários no Brasil e no exterior.

Verbete da Enciclopédia de Literatura Brasileira (Afrânio Coutinho, org., 2001) e do Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras (Nelly N. Coelho, org., 2002).

Participa do painel “Tecidos de vozes: questões indígenas”, junto com Karina Calado. 23 de setembro (sexta-feira), às 16h, no Círculo das Ideias.

Site: www.ggrauna.blogspot.com

*****

Joca Reiners Terron


Poeta, prosador e designer gráfico, é autor de “Curva de rio Sujo” e “Sonho interrompido por guilhotina”. Vem lançar o livro “Do fundo do poço se vê a lua”, pela Companhia das Letras (2010), que já recebeu o prêmio Machado de Assis de romance da Fundação Biblioteca Nacional, e é finalista do Prêmio São Paulo este ano.

Site: jocareinersterron.wordpress.com

*****

Lau Siqueira


Escritor gaúcho, Lau Siqueira é autor de “O Comício das Veias” (1993), “O guardador de sorrisos” (1998) e “Sem meias palavras” (2002). Mora em João Pessoa desde 1985. Tem publicações em diversos suplementos, revistas e jornais de poesia de várias partes do país.

Participa do painel “E por que publicar em tempos de penúria?”, junto com Pedro Silveira, 24 de setembro (sábado), às 18h, no Café Cultural.

Site: www.poesia-sim-poesia.blogspot.com

*****

Laurentino Gomes


Jornalista e escritor paranaense, foi repórter e editor do jornal O Estado de S. Paulo e da revista Veja, e diretor da Editora Abril. Ganhou o prêmio Jabuti como melhor livro-reportagem e melhor livro do ano em não-ficção. Autor dos livros “1808”, pela editora Planeta do Brasil (2007),  e “1822”, pela Nova Fronteira (2010).

Site: www.laurentinogomes.com.br

*****

Leila Míccolis

Carioca, 30 livros editados (poesia e prosa), obras publicadas na França, México, Colômbia, África, Estados Unidos e Portugal, teatróloga, roteirista de cinema e escritora de novelas de tv, entre elas: “Kananga do Japão”, “Barriga de Aluguel” e “Mandacaru”.  Mestre em Teoria Literária (UFRJ), concluindo este ano o Doutorado. Sua obra é citada e analisada por escritores como: Affonso Romano de Sant’Anna, Glauco Mattoso, Jair Ferreira dos Santos, Assis Brasil, Wilberth Claython Ferreira Salgueiro. Coedita Blocos Online, com Urhacy Faustino <http://www.blocosonline.com.br>. Participa no dia 28 de uma conversa com a jornalista Adriana Dória Mattos, no Círculo das Ideias.

Site: www.blocosonline.com.br

 

*****

Lucila Nogueira

Poeta e professora.  De origem luso-galega, tem vinte livros de poesia publicados e cinco de ensaio, além de inúmeros artigos em revistas impressas e online. Essa autora brasileira nascida no Rio de Janeiro e radicada no Recife está a ver reunidos, em volume único, os livros Ainadamar, Ilaiana, Imilce e Amaya, a chamada tetralogia ibérica, que constitui um diálogo intercultural realizado a partir das suas raízes galegas lusitanas e brasileiras.

Ocupa a Cadeira 33 da Academia Pernambucana de Letras, eleita em março de 1992 e é sócia-correspondente da Academia Brasileira de Filologia, sediada no Rio de Janeiro. Participa na Bienal da mesa “Poesia e Memória”, com Inez Cabral e Roberto Motta.

*****

Luis Serguilha

Poeta e ensaísta português, é colaborador de várias revistas de literatura no Brasil, na Espanha e em Portugal. Organizador de coleção de poesia brasileira contemporânea para a editora Cosmorama, curador do Encontro Internacional de Literatura e Arte: Portuguesia.

Participa do painel sobre a poesia portuguesa, com Maria Estela Guedes.

Site: www.luis-serguilha.org

*****

Luiz Ruffato


Jornalista, escritor e editor mineiro, recebeu os prêmios da APCA e Machado de Assis, da Fundação Biblioteca Nacional, com o livro “Eles eram muitos cavalos” (2001), publicado também na Itália, na França e em Portugal. Autor de “Estive em Lisboa e lembrei de você” (Companhia das Letras, 2009).

Organizador de várias coletâneas, o tema de sua palestra será “Os invisíveis – a literatura proletária brasileira”.

Site: www.blogdoluizruffato.blogspot.com

*****

Marcelino Freire

Pernambucano de Sertânia, mora em São Paulo desde 1991, onde tem organizado anualmente a Balada Literária. Autor de “Angu de sangue” (Ateliê Editorial, 2000),“Contos Negreiros” (2006) e “Rasif – Mar que arrebenta” (2008), ambos pela Record. Está lançando “Amar é crime” pelo selo próprio Edith.

Participa de painel sobre edição independente.

Site: www.marcelinofreire.wordpress.com

*****

Maria Estela Guedes


Poeta e pesquisadora portuguesa, do Centro Interdisciplinar de Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade de Lisboa. Diretora da revista TriploV de artes, religiões e ciências. No Brasil publicou pela Escrituras os livros “Triptico a Solo” (2008) e “A obra ao rubro de Herberto Helder” (2011).

Participará do Encontro de Poetas Linkados (evento Interpoética) e fará palestra sobre a poesia portuguesa atual.

Site: www.triplov.com/estela_guedes

*****

Miguel Sanches Neto


Escritor, professor e crítico literário paranaense. Venceu o Prêmio Cruz e Souza de Contos com a obra “Hóspedes Secretos” (Record, 2003). Lançou “Um amor anarquista”, também pela Record (2005). É finalista do Prêmio São Paulo este ano, com o livro “Chá das cinco com o vampiro” (Objetiva, 2010). Participa do painel sobre “Os limites da crítica, os limites da criação”.

*****

Pedro Américo de Farias

Nasceu em Ouricuri, Pernambuco, em 1948. Radicado no Recife desde 1968. Funcionário da Fundação de Cultura Cidade do Recife.  Apesar de não se considerar integrante de nenhum movimento, a carreira literária de Pedro Américo está ligada à maioria das manifestações que tiveram repercussão na capital pernambucana, desde a década de 1970.  Como gestor público foi um dos organizadores do Festival Recifense de Literatura – a letra e a voz (edições de 2003 a 2007) Pedro tem textos avulsos publicados em diversas revistas e periódicos, entre eles o Suplemento Literário (Minas Gerais, Brasil), Suplemento Cultural (Recife, Brasil),Correio das Artes (Paraíba, Brasil), Rivaginaires (Tarbes, França), Continente Multicultural (Recife, Brasil),Camaleão (Porto, Portugal), Gare Maritime (Maison de la Poesie / Nantes, França), Bacchanales (Maison de la Poesie / Rhône-Alpes, França). Na Bienal conversa com o deputado João Paulo sobre o tema “Janelas para ler o mundo: literatura, juventude e cidadania.”

*****

Pedro Salgueiro


O escritor cearense Pedro Salgueiro é autor dos livros de contos “O peso do morto” (1995), “O espantalho” (1996), “Brincar com armas” (2000) e “Dos valores do inimigo” (2005), além de “Fortaleza voadora” (2006), de crônicas.

Organizou, em parceria, o “Almanaque de contos cearenses” (1997) e editou a revista “Caos Portátil: um almanaque de contos”.

*****

Rogério Pereira


Jornalista e escritor paranaense, fundador do jornal Rascunho, uma das mais importantes publicações sobre literatura no Brasil.

Participa de conversa com o homenageado da Bienal, Ronaldo Correia de Brito, em edição especial do Paiol Literário, projeto do Rascunho em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, o Sesi Paraná e a Fiep.

Site: http://rascunho.gazetadopovo.com.br/

*****

Thalita Rebouças


A jovem escritora carioca tem vários livros publicados no Brasil e em Portugal, tendo alcançado este ano a marca de um milhão de exemplares vendidos. Um público adolescente cativo sempre está ao seu redor nas suas participações em eventos literários. Vem lançar “Era uma vez minha primeira vez” pela Rocco (2011).

Site: www.thalita.com

*****

Vitor Ramil


Músico, cantor e compositor, o gaúcho Vitor Ramil é também escritor. O artista passou a ocupar-se duplamente à música e à literatura a partir da publicação da novela “Pequod” (1995), e lançou ainda “A estética do frio” (2004) e “Satolep” (2008).

Palestra sobre “A estética do frio” no último dia da programação, 2 de outubro (domingo), às 15h, no Círculo das Ideias.

Site: www.vitorramil.com.br