Bienal de Pernambuco desenvolve projeto de incentivo aos produtores independentes de HQs

Selo Bienal HQ será lançado durante a décima segunda edição da feira literária

Pernambuco é terra fértil para todas as artes, incluindo os quadrinhos. Por isso é natural que essa forma de criação artísica tenha um espaço expressivo entre as diversas linguagens apresentadas na Bienal Intrnacional do Livro de Pernambuco, só que em 2019 o evento vai além. A Bienal PE lança no dia 05 de outubro, durante sua décima segunda edição, o selo Bienal HQ, projeto desenvolvido em parceria Gráfica e Editora Liceu, que conta com o apoio dos principais quadrinistas independentes de Pernambuco.

Com o objetivo de fomentar a cadeia produtiva, desde sua base de criação artística até a interação com os leitores, o selo Bienal HQ busca atingir o maior número de pessoas possível, levando os quadrinhos a todos os que ainda desconhecem esse universo. Nesta fase inicial do projeto foram convidados os experientes Eron Villar, Fábio Paiva, Luciano Feliz, Marcos Santana e Roberto Beltrão e cada um deles lançará uma HQ inédita pelo selo.

No entanto, a proposta de atuação do selo contempla ainda, e principalmente, o período pós-evento. “Nosso compromisso é gerar novas oportunidades de vendas, relacionamentos e canais de distribuição. Estamos unindo forças, formando um grupo sólido para estar presente em eventos temáticos, lançamentos e negociações de forma mais intensiva nos momentos pós-bienal. Está nos nossos planos também trabalhar com produtos complementares dessas obras, como calendários e agendas. Queremos que o suporte para a produção local seja perene e contemple muitas outras obras nas proximas etapas”, explica Guilherme Robalinho, diretor da Vox Produções, que faz a produção executiva da feira literária.

A iniciativa foi recebida com entusiasmo pelos convidados do projeto. Um deles, o quadrinista com mais de duas décadas de carreira Eron Villar, afirma que a ação vai dar suporte na questão mais sensível para os produtores independentes. “O esforço que o artista independente faz é imenso e qualquer viabilidade e aproximação junto a editoras e escolas é de fundamental importância, não apenas para o profissional, mas toda a cadeia produtiva”, ressalta Eron.

O lançamento oficial do selo acontecerá durante a XII Bienal PE, no dia 05 de outubro, às 20h, na Plataforma de Lançamentos, e contará com a presença dos cinco quadrinistas convidados. Após o lançamento, o grupo vai bater um papo com o público presente e autografar algumas publicações.

 

As publicações

Serão feitas 05 revistas em quadrinhos, uma de cada artista que participará do selo e que mostrarão a diversidade e qualidade dos quadrinistas independentes de Pernambuco.

 

Cérebro – Autores: Eron Villar e Carlos Eduardo Cunha

Será a terceira edição de um sci-fi policial que retrata as aventuras de uma equipe que lida com casos de alta complexidade, auxiliados por IAs (Inteligências Artificiais). A aventura dará continuidade às investigações de um caso de drogas zumbi recém-chegadas ao Brasil. Veremos que isto era parte de um plano maior que busca a fórmula da droga perfeita. Mais uma vez muita ação, inteligência e ainda uma homenagem a um dos grandes ícones da pintura mundial Hieronymus Bosch.

 

Poeira: a vida, a morte e outras coisas pequenas – Autor: Fábio Paiva e Silvio DB

História em Quadrinhos que trabalha temas da Filosofia. A passagem do tempo, a preciosidade da vida e a inevitabilidade da morte: tudo é poeira. O Gibi faz parte do projeto EduQuadrinhos, que busca aproximar as HQs das práticas educativas. Conta com a participação de Braga Câmara, Luciano Felix e Renê Santino. Serão 20 páginas coloridas em formato americano.

 

O Matutão Américo – Autor: Luciano Felix

Como seria uma versão do Capitão América se ele nascesse no Sertão e sua história fosse contada através das rimas do Cordel? Sob o selo Coleção Quadrel e Bienal HQ, o Matutão Américo é a segunda publicação do quadrinista Luciano Félix, que, assim como a primeira, O Argiloso Home de Barro, faz uma sátira a um superherói da Marvel. Além de “bulir” com o Homem de Ferro e o Capitão América, as revistas futuras trarão outros heróis, como Thor, Hulk, Viúva Negra, entre outros, até uma publicação com todos juntos formando o grupo Os Vingadeiros.

 

Proto Mondo Colors Sapiens – Autor: Marcos Santana

“No princípio. Diante de si o previsível vazio…”. Em um mundo primário onde as cores prevalecem ocorrem fatos bem similares ao nosso mundo real. Neste mundo que é como um disco de Newton não há iscas. Por que então não morder o anzol?

 

A Sinhá e o Diabo – Autor: Roberto Beltrão

É um livro ilustrado com 30 páginas que dialoga com linguagem dos quadrinhos e dos folhetos de cordel. Reconta uma antiga lenda do interior de Pernambuco: na cidade de Triunfo, correram boatos sobre uma rica e poderosa dona de terra chamada Natália que supostamente teria feito um pacto demoníaco. A população da cidade diz testemunhar ocorrências envolvendo Natália, tais como misteriosas chuvas de pedras e chaves que se incendeiam de forma espontânea. Verdade ou delírio? Uma narração cheia de mistérios que também reflete sobre temas atuais como o preconceito contra a mulher. As ilustrações são do pernambucano Adriano dos Anjos.

Contatos para a imprensa / Verbo Assessoria:

Lula Portela: 81. 9 9976.6847 / lula@verbo.com.br

Anninha Cavalcanti: 81. 98884.9097 / verboassessoria@gmail.com

04 a 13 de outubro | das 10h às 22h

centro de convenções de pernambuco

Mais informações
Entre em

R. Jorn. Paulo Bitencourt, 155 – Derby, Recife – PE, 52010-260
(81) 3231-5196 | www.cia-eventos.com

Desenvolvido por: